Cadê o glamour?

Dia das mãe passou e na segunda-feira abro o site Ego (sou fã de uma tosquice) e me deparo com um monte de fotos das  famosas – ou não – felizes e mostrando seus filhos.

Olha, sou da época que as artistas demoravam anos pra ter filho. E aí, quando ninguém mais acreditava que um dias elas iriam procriar, elas nos surpreendiam arrumando um desconhecido qualquer e colocando filho no mundo.

Hoje em dia essas atrizes novas mal conhecem o cara já casam e embucham do cidadão, não necessariamente nessa ordem.

No começo isso me surpreendia mais do gravidez na adolescência, hoje eu só penso: Cadê o glamour?

Cadê o sofrimento na capa da Caras declarando: “Pois é, eu achei que com ele seria diferente, até planejávamos filhos, mas não foi dessa vez. A tatuagem? Eu ainda não pensei o que vou fazer, agora só quero focar no meu trabalho”, Cadê elas chegando aos quarenta e a gente pensando: “Tadinha! Mas sempre tem a opção de adotar, né?” ? Cadê elas chorando no programa do Faustão e dizendo: “a partir de agora, aconteça o que acontecer, eu não estou mais sozinha” e deixando o bofe com cara de “eu sou só o homem que fez o filho” ?

Cadê a Xuxa dessa geração, minha gente?

Anúncios