Desaforo

Estavam numa boate. Ela dançava completamente envolvida com a música. Ele conversava com os amigos e arriscava uns passos tímidos. Ele gostou do jeito que ela mexia o cabelo quando dançava. Ela gostou do jeito que ele sorria quando olhava pra ela. Ele tomou coragem e se aproximou.

–       Oi, quero te conhecer. Vamos pra um lugar mais tranquilo pra conversar?

Foram pro lugar mais afastado da pista, perto do bar.

Ele não era bem o tipo dela. Ela pensava: Ele é muito engomadinho. Acho que é coxinha.

Mas tudo bem, lembrou que era só uma paquerinha de balada e caiu na dele.

A hora do beijo tinha chagado, eles se aproximam e…ele entrega um guardanapo pra ela.

–       Um guardanapo? Para que?

–       Pra você tirar o batom. É muito vermelho.

–       Tirar meu batom?

–       É. É que é muito vermelho e eu vou ficar todo borrado. Tenho agonia.

–       Tirar meu batom vermelho?

–       É. O que é que tem? É pra gente curtir melhor.

–       O que é que tem? (irritada) O que é que tem??? ( ja com a voz alterada e dedo em riste) O QUE É QUE TEM????? (sangue nos olhos)

–       É só um batom.

–       Pois eu vou dizer o que é que tem. Tem é que você não vale uma desconfiguração de look na balada, meu filho. E…adeus, seu coxinha!

Ela podia suportar tudo, mas tinha duas coisas que não dava pra aguentar: homem fresco e ficar sem batom vermelho. Ah, isso que não mesmo! Desaforo!

Anúncios