Tietagem blasé

 

Nos dias que estou bem de bobeira, costumo ir à livraria cultura do conjunto nacional pra ler, roubar internet e observar pessoas. Lá estava eu em mais uma desses dias e já achando que ali não era o lugar ideal pra se esperar grandes acontecimentos sociais quando o seguinte dialogo acontece ao meu lado:

atendente 1 – Cara, você não sabe quem eu acabei de atender!

Atendente 2 – Se lá! Quem?

Atendente 1 – A Leandra Leal, mano! Você acredita nisso? Ela chegou em mim, perguntou se tinha um livro e eu fui e encontrei pra ela. Cara, fiquei tão nervoso que nem lembro mais o que ela pediu. Mas se ela pediu, deve ser algo muito inteligente!

Atendente 2- E o que mais? O que você fez?

Atendente 1- Nada ué! Entreguei e vim direto aqui te falar.Não ia pagar de tiete na frente dela, né? A mina é a maior gata.

Depois de ouvir tal dialogo, só fiquei imaginando o cara atendendo a Leandra Leal na maior naturalidade do mundo e depois ele subindo as escadas correndo só pra ter o prazer de dividir com alguém esse momento tão especial.

 

Anúncios